Ciro Gomes não paga dívida de R$31 mil e pode ter casa arrombada pela Justiça

EMAIL

ARQUIVO

A Justiça de São Paulo autorizou o arrombamento da casa de Ciro Gomes para a penhora de bens após o político não quitar uma dívida de R$31 mil, caso seja necessário. Quem cobra a quantia, referente a honorários advocatícios, é um escritório quem representou a editora Abril em um caso contra o ex-ministro. As informações são do UOL.

Em 2018, a Fidalgo Advogados defendeu a editora Abril por danos morais aberto por Ciro contra a revista Veja, que pertence a editora. Ele entrou com a ação também contra os jornalistas Nonato Viegas e Hugo Marques.

Ciro perdeu o processo e foi condenado a pagar os honorários advocatícios da defesa dos jornalistas. Por falta de pagamento, o juiz responsável pelo caso autorizou que a casa do ex-governador de x fosse arrombada, caso precise da força policial para a penhora dos bens.

A reportagem escrita pelos jornalistas Nonato e Hugo, intitulada “O esquema cearense”, afirmou que Ciro estava envolvido em um esquema de financiamento de campanhas eleitorais em que ele e seu irmão teriam gasto R$2 milhões para o controle do partido no Ceará durante as eleições de 2014.

Ciro acusou a revista de danos morais e de vinculá-lo de forma injusta e mentirosa ao esquema Lava-Jato. Ele perdeu o processo.

A penhora dos bens inclui obras de arte, móveis e jóias e abrange todos os imóveis que estejam no nome de Ciro Gomes devido ao que o juiz chamou de “insistência [por parte de Ciro] de não cumprir a obrigação”.

Por Portal Leo Dias

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top