PEC aprovada na Assembleia tira do TCE a responsabilidade “total” de fiscalizar poder público do RN

EMAIL

ARQUIVO

A Assembleia Legislativa do RN aprovou hoje (5) duas propostas de emenda à constituição estadual (PEC) que muda o funcionamento e a fiscalização do poder público potiguar. A primeira, amplia a data limite para aposentadoria de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), de 65 para 70 anos. A segunda, devolve para a própria Assembleia a responsabilidade pelo “controle externo” do poder público.

Segundo o que foi divulgado pelas propostas, ambas de autoria da Mesa Diretora da ALRN, a ampliação da data limite para aposentadoria adequa aos mesmos termos da Constituição Federal (CF), cumprindo esta simetria nesse ponto. Na CF, a idade máxima é de 70 anos para ministro do Tribunal de Contas da União (TCU).

Fato curioso é o fato do RN viver, atualmente, uma polêmica grande quanto a aposentadoria de servidores públicos, diante da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que praticamente obriga a aposentadoria de milhares de funcionários e pode fazer com que os serviços públicos entrem em colapso.

O segundo ponto da PEC aprovada pelos parlamentares potiguares é o estabelecimento do controle externo da Assembleia Legislativa, que atualmente estava sob total responsabilidade do Tribunal de Contas.

O TCE irá continuar realizando, mas a partir de agora, com a promulgação da PEC, o legislativo potiguar terá possibilidade de estabelecer um órgão interno com atuação fiscalizadora em todas as esferas púbicas do RN.

Portal da 96 FM

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top