OMS: dados indicam que sintomas da ômicron são menos severos

EMAIL

ARQUIVO

A OMS (Organização Mundial da Saúde) afirmou na terça-feira (4) que os dados disponíveis até o momento indicam que a ômicron provoca sintomas menos severos que as demais variantes do coronavírus.

“Estamos vendo mais e mais estudos indicando que a ômicron infecta a parte superior do corpo. Diferentemente das outras [variantes], que podem causar pneumonia grave”, falou Abdi Mahamud, epidemiologista da OMS.

Segundo estudos publicados no fim de 2021, a ômicron tem maior probabilidade de infectar a garganta que os pulmões. Com isso, a cepa se torna mais transmissível, mas menos mortal.

“O que estamos vendo agora é a dissociação entre os casos e as mortes”, disse Mahamud. “Pode ser uma boa notícia, mas realmente precisamos de mais estudos.”

A grande transmissibilidade pode representar, de acordo com Mahamud, uma ameaça a países que ainda não vacinaram grande parcela da população. O epidemiologista destacou que as vacinas anticovid existentes parecem proteger também contra a ômicron. “O desafio não tem sido a vacina, mas sim a vacinação”, declarou.

Por Poder 360

Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Rolar para cima