‘Essa história acabou com a minha vida’, diz mulher que teria envenenado família

EMAIL

ARQUIVO

A advogada Amanda Partata Mortoza, presa por suspeita de ter matado o ex-sogro e a mãe dele envenenados, disse que a repercussão do caso acabou com a sua vida e, por isso, tentou se matar mais de uma vez.

“É uma história midiática, todo mundo já viu meu rosto, acabou com a minha vida. Depois dos fatos, eu tentei [me matar] mais de uma vez”, disse ela, durante audiência de custódia realizada na tarde desta quinta-feira (21), em Aparecida de Goiânia, Goiás.

Logo no início de seu depoimento ao juiz André Reis Lacerda, a advogada disse que o delegado do caso abusou da autoridade policial no momento da prisão — Amanda foi detida e algemada enquanto estava internada em uma clínica psiquiátrica.

“Eu tinha acabado de sair de uma UTI e fui internada em outra clínica. Estava com acesso [na veia] ainda e o delegado começou a me chamar de vagabunda. Eu pedi para ver o mandado de prisão na hora, mas eles não tinham e ficaram de enviar. Ele também me agrediu fisicamente”, disse Amanda.

“Quando eu estava na delegacia, pedi para chamar meu advogado e ele fez assim [bateu] no meu rosto. Ele falou que o advogado só iria piorar a minha situação, mas eu disse que só iria falar na presença dele”, contou.

“Foi aí que ele me bateu de novo no rosto. Eu já estava com os braços machucados por conta da internação, mas as algemas pioraram [os ferimentos]. Perguntei por que estava algemada há tanto tempo, mas me deixaram com as algemas o tempo todo”, continuou ela.

Por R7

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top