Queiroga analisará protocolo que prescreve cloroquina contra Covid-19

EMAIL

ARQUIVO

Motivação para a queda de dois ministros da Saúde, o protocolo do governo federal que indica o uso de cloroquina no tratamento de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, será reavaliado pela pasta. A recomendação explícita pode dar lugar a uma versão amenizada, apenas ressaltando o direito dos médicos de apelar ao “off-label”, uso fora da bula, quando acharem necessário, mas retirando a citação nominal do medicamento.

A “liberdade” do médico para decidir o tratamento, conforme o governo tem abordado o assunto, ganhou força como meio de rebater as críticas direcionadas ao uso de remédios sem eficácia, o que foi estimulado desde o início da pandemia.

Editada há quase um ano, em maio de 2020, pelo ex-ministro da Saúde general Eduardo Pazuello, a recomendação não é chancelada pela comunidade médico-científica. O uso do fármaco não tem efeito comprovado.

Polêmico, o protocolo causou embates entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), entusiasta da ideia, e os ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich – ambos médicos.

Agora, com a pasta sob a tutela do cardiologista Marcelo Queiroga, que garante ter tido o aval do presidente para tomar suas decisões, a norma será revisitada.

Por Metrópoles

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Rolar para cima