Professor da UFRN vai à China para estudar como eram erupções vulcânicas no RN, na PB e no CE

EMAIL

ARQUIVO

Você já imaginou que o Nordeste brasileiro já foi palco de erupções vulcânicas? Pois é, isso aconteceu há milhões de anos, quando essa região ainda estava unida à África. Hoje, os vestígios desses vulcões podem ser vistos em alguns estados, como Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Em toda a região, há cerca de 100 a 150 vulcões conhecidos, principalmente nessa região entre o RN e a PB.

Mas como eram essas erupções? Elas eram violentas como as do Vesúvio, que destruiu Pompeia na Itália, ou elas eram calmas como as do Havaí, que formam ilhas paradisíacas?

Essas são as perguntas que o professor Zorano Souza, do departamento de Geologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), quer responder.

O pesquisador vai fazer um pós-doutorado na Universidade de Geociências de Wuhan, na China, onde vai estudar os vulcões que existiam no Nordeste do Brasil. Ele vai ficar na Escola de Recursos da Terra da universidade chinesa, que vai apoiar sua pesquisa em vários locais. Ele vai coletar amostras desde Macau, no litoral norte do Rio Grande do Norte, onde há registros dessas formações geológicas, até Boa Vista e Queimadas, no interior da Paraíba.

Rochas guardam as respostas

A resposta depende da composição química do magma, que é o material rochoso derretido que vem das profundezas da Terra. Se o magma tem muito silício e água, ele fica mais viscoso e tende a explodir. Se ele tem mais magnésio, ele fica mais fluido e tende a escorrer. O professor Zorano explica que as rochas vulcânicas guardam essas informações em seus minerais e texturas.

As erupções vulcânicas no Nordeste brasileiro começaram há 130 milhões de anos e terminaram há dois milhões de anos. Nesse período, a região passou por várias mudanças geológicas e climáticas, que podem ter influenciado no comportamento dos vulcões.

Por que não tem mais vulcão no Brasil?

O Brasil é um país livre de vulcões ativos e terremotos fortes, porque está sobre uma placa tectônica estável. No passado, algumas regiões eram mais quentes e podiam gerar magma no interior da Terra. Com o tempo, elas esfriaram e deixaram de produzir magma. Por isso, os vulcões do Nordeste são uma relíquia geológica que merece ser estudada e preservada.

A tabela abaixo mostra os locais onde já foram comprovadas atividades vulcânicas no Nordeste.

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top