Prefeito de Manaus gasta mais de R$ 100 mil de dinheiro público para correr maratona em Barcelona

EMAIL

ARQUIVO

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou requerimento que obriga o prefeito David Almeida (Avante) a explicar, em até 15 dias, os gastos de mais de R$ 100 mil de dinheiro público durante viagem à Barcelona, na Espanha, para participar de uma maratona.

Caso não detalhe as despesas solicitadas pela CMM, o prefeito pode ferir a lei de responsabilidade, e ter as contas reprovadas por esse caso, conforme a Lei Orgânica do município. O prazo de 15 dias pode ser estendido por mais cinco dias úteis.

Em nota, a Prefeitura de Manaus informou que “o objetivo foi divulgar a ‘Maratona de Manaus 2022’, e atrair maratonistas estrangeiros e suas famílias para o evento esportivo, a ser realizado em outubro na capital amazonense.”

Mundialmente conhecida, a corrida aconteceu no último final de semana. O prefeito fez diversas publicações em suas redes sociais para divulgar a sua participação no evento.

Entretanto, no Diário Oficial do Município (DOM), aparece apenas o registro de afastamento de dois secretários municipais para a ida à Barcelona. A medida foi criticada por especialistas.

“Qualquer administrador, qualquer prefeito que saia da cidade com uma comitiva deve, em respeito à democracia, prestar contas da sua viagem dos gastos da sua viagem. O ato em si de fomentar a vinda de turistas para cá com a maratona é digno de aplausos. Agora o ato de ir em uma comitiva, sem liberação de recursos, sem dizer de onde está pagando, aí não, aí é digno de vaia”, afirma o cientista político Helso Ribeiro.
Durante sessão realizada na quarta-feira (11), a CMM aprovou requerimentos, apresentados pelo vereador Rodrigo Guedes (Republicanos), para que a prefeitura dê detalhes sobre os gastos durante a viagem.

“A gente não tem nenhuma informação de quantas pessoas foram, só sabemos que foram muitas. E quanto custou essa viagem, quanto custou esse tour com dinheiro público aqui da população da cidade de Manaus, do estado do Amazonas.”, disse Guedes.

Dinheiro poderia custear viagens de atletas e obras de infraestrutura

Segundo o vereador Amom Mandel (Cidadania), o montante desembolsado pela prefeitura seriam poderiam custear a viagem de pelo menos 10 atletas ou ser investidos em obras de asfaltamento.

“Esse valor é mais que suficiente para asfaltar a rua Barcelona, na Zona Norte de Manaus, por exemplo, que estava toda esburacada e só foi atendida após a repercussão do caso. Em média, também é o suficiente pra pagar a viagem de pelo menos 10 atletas para participarem de grandes eventos esportivos”, afirma o vereador.

Amom também cobrou que os valores sejam devidamente detalhados no Porta da Transparência.

“O que nós questionamos é tudo aquilo que já deveria ser público, nós queremos saber o porquê dos dados não constarem no Portal Transparência, nem no Diário Oficial”, questionou o vereador.

Confira, na íntegra, o posicionamento da prefeitura:

A respeito dos questionamentos relacionados à viagem do prefeito David Almeida e de sua comitiva municipal a Barcelona, na Espanha, a prefeitura informa que o objetivo foi divulgar a “Maratona de Manaus 2022”, para atrair maratonistas estrangeiros e suas famílias para o evento esportivo, a ser realizado em outubro na capital amazonense.

A Prefeitura de Manaus tem trabalhado para fazer de Manaus uma cidade global, atrativa internacionalmente, criando estratégias de fomento à economia por meio de grandes eventos.

E o turismo esportivo é um desses caminhos, onde se comprova ampla movimentação de serviços e incremento de receita na rede hoteleira, no transporte, em restaurantes, entre outros, uma oportunidade para que Manaus se desenvolva ainda mais e deixe no passado as tristes imagens do período pandêmico da Covid-19, vistas em todo o mundo.

Importante ressaltar que a Maratona de Barcelona atraiu mais de 30 mil pessoas, oriundas de todas as partes da Espanha e outras partes da Europa, sendo uma das principais maratonas do continente europeu e uma excelente oportunidade de visibilidade para a Maratona de Manaus e todo o apelo que envolve a Amazônia, cujos estrangeiros têm grande interesse.

A estratégia do município com seu estande foi fornecer aos maratonistas informações sobre a prova e convidá-los a descobrirem a Amazônia, por meio de imagens turísticas locais.

A comitiva foi formada, além do prefeito, por servidores ligados à organização e divulgação da Maratona de Manaus, com custo de R$ 72 mil referentes às passagens de agentes públicos e de R$ 32 mil referentes às diárias dos servidores para as despesas de hospedagens, deslocamentos e alimentação.

O prefeito David Almeida abriu mão de suas diárias.

As informações detalhadas relacionadas aos servidores da comitiva estarão disponíveis no Portal da Transparência tão logo as prestações de contas sejam finalizadas.

Por G1

Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Rolar para cima