Portugal concede nacionalidade a brasileiros descendentes de judeus sefarditas que se exilaram no Nordeste

EMAIL

ARQUIVO

Uma lei em Portugal concede nacionalidade para brasileiros descendentes de judeus expulsos do país durante o período da Inquisição, do século 16 até o 19, e que migraram para o Brasil, especialmente para o Nordeste. A lei de 2015 permite a cidadania portuguesa a esses descendentes, que ficam dispensados de requisitos, como o de estarem residindo no país.

Pode parecer um tema de um passado distante, mas é mais atual do que nunca. Como forma de desagravo, retratação e de reparação histórica, a lei em vigor concede a nacionalidade aos descendentes desses judeus, denominados sefarditas.

Quem são eles? – Exiliados no Brasil, eles tiveram  que se converter ao catolicismo e mudar o nome para se esconder das perseguições. Há uma longa lista com alguns dos sobrenomes comuns  de descendentes de judeus sefarditas ou os chamados cristãos-novos, que vieram para o país, e constituíram famílias há gerações no Nordeste. São  alguns dos nomes mais populares entre as famílias brasileiras, que remetem a flores, frutas, animais, peixes, santos etc.

Um exemplo desses imigrantes é a judia portuguesa, Branca Dias, que chegou ao Brasil entre 1545 e 1551 e fundou, às escondidas, a primeira sinagoga no país, em Pernambuco, a primeira escola para moças, se tornou personagem histórica, inspirou obras literárias, musicais e peças de teatro no país.

Os descendentes de Branca Dias povoam praticamente todo o Nordeste brasileiro, com destaque para Pernambuco, Ceará, Paraíba, gerando os ramos das famílias Albuquerque, Aragão, Bezerra, Carvalho, Coelho, Dias, Duarte, Ferreira, Góes, Gomes, Leão, Leitão, Linhares, Machado, Madureira, Mota, Menezes, Holanda, Oliveira, Parente, Pereira, Pimenta, Pimentel, Pinto, Ponte, Rodrigues, Tavares, Vasconcelos, Veras, Uchoa e Ximenes, dentre outros.

Oportunidade de obter a cidadania – A cidadania portuguesa traz muitas vantagens. É uma chance única para os brasileiros que têm esse direito. Portugal oferece inúmeras oportunidades profissionais, de empreendedorismo e carreira. O país é considerado um dos melhores do mundo para se viver em qualidade de vida, atratividade e prosperidade. Quem tem parentes que imigraram para o Brasil fugindo da perseguição religiosa e das guerras deve aproveitar a chance.

Oportunidades em Portugal –  Portugal é o quarto país do mundo com maior escassez profissional, segundo o estudo Talent Shortgate Survey. Para enfrentar o problema, o país busca profissionais no exterior e tem alto interesse em contratar brasileiros.

Segundo o Ministério do Trabalho português atualmente há mais de 60 mil vagas que as empresas não conseguem preencher, sendo que metade dos postos de trabalho está na Região Metropolitana da Lisboa (27,4 mil).

Há empregos disponíveis em quase todos os setores da economia: comércio, call centers, turismo, restaurante, transportes, hotelaria, construção civil e, principalmente, em tecnologia, segmento mundialmente aflito por bons profissionais. Profissionais especializados e com alguma  qualificação têm maior chance de contratação.

Além disso, a capital portuguesa foi considerada a 32.ª melhor cidade para o ano de 2024, segundo uma lista que classifica as 100 melhores cidades do mundo acima de um milhão de habitantes, de acordo  com o estudo “2024 World”s Best Cities”, da consultora Resonance Consultancy. A capital portuguesa subiu cinco lugares em relação à lista do ano passado.

Requisitos necessários – As etapas de pré-análise e de avaliação de viabilidade são essenciais para se verificar se o candidato está apto. Uma primeira providência para quem tem interesse na nacionalidade é pesquisar os nomes dos avós, bisavós, com nomes completos, datas, locais de nascimento, casamento e óbito. Isso amplia a possibilidade de encontrarmos informações que ajudem a estabelecer parentescos com judeus portugueses.

A partir daí, outras etapas são necessárias, esclarece, tais o estudo genealógico e certificação na Comunidade Israelita de Lisboa e o pedido formal de  Nacionalidade junto ao governo português (que em Portugal chama-se Conservatória dos Registos Centrais). A previsão é que todo o processo dure 24 meses.

Brasileiros em Portugal –  Atenta às oportunidades, a população de brasileiros em Portugal não para de crescer. Há cerca de 400 mil brasileiros vivendo atualmente no país, o que representa um número quatro vezes maior do que o registrado há dez anos. 

Os imigrantes  são de grandes cidades brasileiras e a maioria têm entre 20 e 40 anos. Eles estão espalhados majoritariamente por Lisboa, Cascais, Sintra, Porto e Braga. Mais de 74 mil estrangeiros pediram a nacionalidade portuguesa pelo regime de descendentes de judeus sefarditas desde 1º. de Setembro de 2022, estima-se que boa parte deles seja composta por brasileiros.

CEO da Martins Castro Consultoria Internacional

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top