PM divulga nota sobre ação na casa do prefeito: É suspeito de atropelamento e tentou dar carteirada

EMAIL

ARQUIVO

A cobrança de esclarecimento feita pelo prefeito de São Pedro, Miguel Cabral, foi respondida pela Polícia Militar no final da manhã de hoje (16). Em contato com a 96 FM, a PM afirmou que a ação ocorrida na casa do chefe do Executivo do RN foi motivada pela suspeita de atropelamento e o filho dele, Gustavo Cabral, ainda tentou dar a chamada “carteirada”.

Segundo a nota divulgada pela Polícia Militar, “durante toda a abordagem, o cidadão alegou ser filho do prefeito da cidade e insinuando que não poderia ser abordado. A Polícia Militar esclarece que na abordagem foram tomadas às providências diante das irregularidades constatadas, incluindo a condução do caso aos órgãos competentes para apuração e adoção das medidas cabíveis”.

De acordo com a PM, a ação na casa do prefeito foi motivada pela suspeita de atropelamento ocorrido no município. Gustavo Cabral estaria sem documentos quando foi abordado e aceitado ir com a PM até sua casa (que é também a casa do prefeito), para apresenta-los – veja a nota na íntegra ao final do post. 

Na noite desta quarta-feira (15), o prefeito de São Pedro, Miguel Cabral, afirmou que teve sua casa invadida por policiais militares e que o filho foi detido “sem justificativa”. No vídeo, ele ainda cobrou um esclarecimento por parte da governadora Fátima Bezerra, e do secretário de Segurança Pública, Coronel Araujo. Segundo o prefeito, existe uma espécie de perseguição contra ele.

NOTA DA POLÍCIA MILITAR

“A Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PMRN) informa que, nesta última quarta-feira (15), durante a execução da Operação PAZ, na cidade de São Pedro, duas viaturas em serviço na RN 203 avistaram um cidadão em uma motocicleta, o qual alegou ter sido quase atropelado por um veículo. Diante das características repassadas, os policiais iniciaram imediatamente as diligências para localizar o veículo em questão.

Ao localizar o veículo conduzido por um homem, foi constatado um dano no para-brisa, sugerindo a possibilidade de um impacto. Durante a abordagem, o homem apresentou comportamento suspeito, fornecendo informações contraditórias sobre sua identidade. Ao solicitar seus documentos, o condutor afirmou não tê-los consigo, se dispondo a levá-los em sua residência.

Ao chegar na residência do homem, os policiais constataram a presença de aves silvestres, que segundo a legislação ambiental vigente, configuram-se como animais protegidos. A criação ilegal de animais silvestres em cativeiro é proibida pela Lei 9.605/98 (Lei dos crimes ambientais). Diante dessa situação, a equipe conduziu o homem à delegacia para uma identificação mais detalhada, a fim de esclarecer as incongruências nas informações prestadas.

Ressaltamos que, durante toda a abordagem, o cidadão alegou ser filho do prefeito da cidade e insinuando que não poderia ser abordado. A Polícia Militar esclarece que na abordagem foram tomadas às providências diante das irregularidades constatadas, incluindo a condução do caso aos órgãos competentes para apuração e adoção das medidas cabíveis.

A Polícia Militar reitera seu compromisso com a segurança pública e o cumprimento da lei, garantindo a transparência e a imparcialidade em todas as ações realizadas no exercício de suas funções.”

Por Portal da 96 FM

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top