Operação da Força Nacional no RN supera R$ 18 milhões em despesas

EMAIL

ARQUIVO

A atuação da Força Nacional de Segurança Pública em 2023 já consumiu R$ 18,6 milhões entre março e junho deste ano, segundo dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Os dados obtidos pelo NOVO revelam detalhes das despesas com equipamentos, profissionais de segurança e hospedagem dos agentes envolvidos.

A reportagem solicitou via Lei de Acesso à Informação os gastos com a Força Nacional de Segurança Pública no Rio Grande do Norte. Batizada como Operação Potiguar III, os agentes envolvidos atuam em Natal e outras cidades potiguares desde 17 de março passado, quando eclodiram ações orquestradas por um grupo criminoso que atacou imóveis e veículos públicos e privados. A estimativa é de que foram registrados mais de 300 ataques entre os meses de março e abril.

De acordo com o levantamento, as despesas são referentes ao período entre 17 de março até 26 de junho. Os gastos são pagos pelo Ministério da Justiça. Em 13 de junho, a presença da Força Nacional foi prorrogada por 30 dias. Os agentes devem permanecer no estado até a próxima quarta-feira (12). Desta forma, a soma final dos valores da Operação Potiguar III tende a aumentar.

A maior despesa da Operação Potiguar III é com a hospedagem dos servidores mobilizados no Rio Grande do Norte. O Ministério da Justiça aponta que já foram gastos R$ 8.960.300,50 com este tipo de despesa entre os dias 17 de março e 26 de junho.

Além disso, foram repassados materiais para uso dos agentes, como 25 pistolas Condor Spark 802, 100 pistolas Taurus PT 840.40S&W, 39 carabinas IMBEL 5,56 IA2, 181 carabinas IMBEL 5,56 IA2, 5 lançadores Condor AM-600, 25 pistolas Condor Spark Z 2.0, além de diversos cartuchos, capacetes balísticos, escudos e outros equipamentos. O valor total dos materiais disponibilizados alcançou a marca de R$ 2.533.888,92.

Outro ponto abordado no requerimento foi o investimento em materiais de uso individual dos agentes da Força Nacional. Entre os itens destacam-se boinas, capacetes balísticos, fardas, mochilas, binóculos de visão noturna, entre outros. Os gastos totais com esses materiais alcançaram o valor de R$ 6.649.244,52.

Além dos gastos com equipamentos e materiais, o requerimento também trouxe informações sobre a manutenção e abastecimento das viaturas. Os gastos totais nesse sentido foram de R$ 394.665,94, sendo que os maiores valores foram registrados nos meses de março e abril.

Por Novo Notícias

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top