Municípios do RN vão receber novas Unidades Básicas de Saúde com recursos do PAC; conheça quais

EMAIL

ARQUIVO

Cerca de 1,8 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS) serão construídas em mais de 1,5 mil municípios brasileiros com recursos do novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC Saúde). O Rio Grande do Norte, receberá 42 novas UBS, com investimento de cerca de R$ 73,8 milhões. No total, 34 munícipios do estado serão contemplados.

A iniciativa também viabiliza a ampliação do número de equipes de Saúde da Família (eSF), de Saúde Bucal (eSB), de multiprofissionais (eMulti) e de Agentes Comunitários de Saúde (ACS). O investimento total é de R$4,2 bilhões. Os valores do investimento para construção das novas UBS variam entre R$1,8 e R$6,6 milhões, de acordo com a região e o tamanho da unidade.

Conheça os municípios que irão receber as novas UBS:

Açu; Baía Formosa; Baraúna; Caiçara do Norte; Campo Grande; Canguaretema; Gov. Dix-Sept Rosado; Grossos; Ipanguaçu; Itajá; Itaú; Jaçanã; João Câmara; Lagoa de Pedras; Lagoa Nova; Lagoa Salgada; Macau; Mossoró; Natal; Parazinho; Parnamirim; Pendências; Porto do Mangue; Rafael Godeiro; Riacho da Cruz; Riachuelo; Santa Cruz; São Francisco do Oeste; São José do Mipibu; São José do Campestre; Serra do Mel; Sítio Novo; Tenente Ananias; Triunfo Potiguar.

Entre os dez tipos de equipamentos ou de obras oferecidas pelo Novo PAC Saúde, os pedidos de novas UBS representaram o maior número de propostas feitas pelos estados e municípios: 5.665 propostas, referentes a 3.001 territórios.

Os critérios de seleção priorizaram maior vulnerabilidade socioeconômica do município; maiores vazios assistenciais na Atenção Primária; locais com menores índices de cobertura de Estratégia de Saúde da Família; e adesão ao projeto arquitetônico de referência.

Propostas habilitadas não selecionadas

São chamadas propostas habilitadas os projetos que preencheram todos os pré-requisitos do Novo PAC Saúde, passaram por todas as etapas de triagem, mas não foram selecionadas. No eixo Saúde há mais de 3,7 mil propostas que se encaixam nesta categoria e que poderão ser executadas via emendas parlamentares. O prazo para indicações termina na próxima quarta-feira, dia 20.

De acordo com o diretor de programas do Ministério da Saúde, Henrique Chaves, as emendas são uma oportunidade com benefícios para todos. “São obras que já têm a documentação adiantada, uma análise prévia já foi feita, o que acelera a execução do programa. Uma outra vantagem é que são obras de grande impacto social. Deixarão legado”, afirma.

As emendas também poderão contemplar propostas selecionadas pela pasta para financiamento pelo Novo PAC Saúde. Neste caso, o Ministério da Saúde vai financiar integralmente uma outra obra que o parlamentar indicar entre as habilitadas.

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top