‘Morto’ em 2017, homem tenta provar há quatro anos que está vivo; entenda

EMAIL

ARQUIVO

Um agricultor da zona rural de Pedrão, cidade que fica a cerca de 142 km de Salvador, tenta provar para órgãos do governo federal que está vivo. O nome de José Raimundo Damasceno Costa conta no Sistema Informatizado de Controle de Óbitos (Sisobi) do governo desde 2017.

“Eu chego na rua e as pessoas brincam. É ‘morto-vivo’, ‘já morreu’, ‘finado’, ‘defunto’. Agora, até que eu já me acostumei, só me chamam assim mesmo. Brigar com ninguém eu não vou, aí eu levo na graça”.

De acordo com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o erro se deu porque o CPF do agricultor foi colocado na Certidão de Óbito da mãe dele, e que só depois que o documento fosse atualizado o problema poderia ser resolvido.

José Raimundo, no entanto, contesta a informação e afirma que não há esse registro no documento da mãe dele.

“Me falaram que tinham colocado meu CPF na Certidão de Óbito da minha mãe, só que não. Na Certidão de Óbito da minha mãe não tem CPF, nem o meu e nem o dela. O que eu podia fazer, eu já fiz. Agora, só estou dependendo da lei, da Justiça. Não posso fazer mais nada, só esperar. Mas até quando, eu não sei”.

Confira a matéria completa no G1 clicando neste link 

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Rolar para cima