Médico sai do Espírito Santo para ajudar vítimas da enchente no RS, tem mal súbito e morre em abrigo

EMAIL

ARQUIVO

Um médico do Espírito Santo, que estava no Rio Grande do Sul prestando apoio às vítimas das chuvas, foi encontrado morto dentro de um abrigo na cidade de São Leopoldo, na manhã desta segunda-feira (13 de maio).

O cardiologista Leandro Medice ajudava na aferição de pressão de desabrigados e chegou a compartilhar momentos do trabalho voluntário nas redes sociais.

A suspeita é que Leandro, de 41 anos, tenha tido um mal súbito. Ele tinha chegado no Rio Grande do Sul no domingo pela manhã (12) e passou o dia trabalhando no abrigo.

O marido do médico, João Paulo Martins, disse em entrevista ao G1 que ficou surpreso com a notícia e que o companheiro não tinha problemas de saúde:

“Ele era muito saudável, sempre cuidou da saúde. Nunca teve histórico nenhum de problemas. Eu ainda não consigo acreditar no que aconteceu. Quando me contaram, pensei que fosse brincadeira”, afirmou.

Marcelo tinha uma clínica de tratamento capilar em Vila Velha, no Espírito Santo, para onde voltaria na noite desta segunda. Ele compartilhou nas redes sociais o momento em que viajava para o sul do país, na madrugada de domingo (12), com um grupo de amigos também médicos.

“Pela primeira vez, eu vou partir para uma missão humanitária, né? O Sul tá precisando da gente, então a gente saiu um pouquinho da nossa rotina, do nosso conforto de consultório”, disse em vídeo.

O cardiologista também contou que a viagem para o estado acontecia logo após uma cirurgia que tinha feito em um paciente:

“A cirurgia acabou agora há pouco, a gente emendou essa missão. São 4 da manhã agora e a gente tá indo pra lá ajudar os nossos irmãos que estão precisando”, disse o profissional no domingo pela madrugada.

O marido de Leandro afirma que falou com ele, pela última vez, em uma ligação na noite do domingo. O médico teria elogiado as condições do abrigo e afirmado que tinha conseguido um colchão muito limpo para dormir.

Na manhã desta segunda (13), ele não apareceu no local de encontro combinado e foi encontrado morto por amigas no quarto em que dormiu sozinho.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul para saber se a morte será investigada e aguarda retorno.

Nas redes sociais, amigos lamentaram a partida do médico:

“Ainda estou sem acreditar nessa realidade difícil de aceitar. Leandro foi um grande exemplo de entrega genuína de amizade, exemplo de gentileza e humanidade. Meus sinceros sentimentos para todos os familiares e amigos”, escreveu um amigo.

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top