Lixo encontrado no litoral potiguar atinge trecho da Via Costeira em Natal

EMAIL

ARQUIVO

Em decorrência do incidente das toneladas de resíduos sólidos encontrados no litoral Sul Potiguar nos últimos dias, a Prefeitura do Natal iniciou vistorias nas praias do Município. A fiscalização ambiental da secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) foi acionada e está desde ontem (28) realizando o monitoramento costeiro. E na manhã desta quinta-feira (29) constatou que parte da Via Costeira entrou para a lista dos locais atingidos. O registro foi feito pelos fiscais da pasta e reportado ao Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Meio Ambiente no RN (Idema).

Com a constatação da Semurb o Idema orientou para que o lixo fosse recolhido e deixado separado. A partir disso a pasta vai solicitar à Urbana para realizar a limpeza no trecho da Via Costeira. Segundo o supervisor de Água e Solo (SPASO) da Semurb, Gustavo Szilagyi, o temor da era que estes resíduos chegassem ao litoral de Natal. Por isso a Semurb se antecipou, e iniciou um monitoramento da deriva litorânea na costa natalense começando pelas praias de Alagamar e de Ponta Negra.

“Durante o monitoramento da quarta-feira (28) foi possível observar a presença de tartarugas marinhas e grupos de mamíferos como os golfinhos. Observou-se ainda cardumes de peixes como a sardinha, serra e o bonito. A presença dos animais evidencia uma importante qualidade ambiental do ecossistema marinho no trecho. E não foram observados grandes volumes de resíduos boiando nas águas, mas infelizmente para nossa tristeza verificamos que o lixo chegou ao litoral natalense nesta quinta (29), no trecho da Via Costeira próximo ao Hospital de Campanha”, conta Szilagyi.

“Como este resíduo é parte de uma investigação da Polícia Federal, que abriu um inquérito para apurar sobre a origem e responsabilidade pelo dano ambiental, todo ele deverá ser recolhido e levado um depósito, a fim de que os peritos federais possam analisar o seu conteúdo em busca de provas que possam ser utilizadas”, acrescenta o supervisor.

O trecho monitorado nesta quinta (29) corresponde a uma porção de aproximadamente 470 metros lineares, sendo reconhecido pela deposição periódica de resíduos jogados ao mar por embarcações que transitam pela costa do Estado. Não é difícil encontrar embalagens diversas escritas em línguas como o mandarim e o inglês, pedaços de cordas, redes, madeira e isopor.

“Além dos resíduos já esperados, foram encontrados muitos semelhantes aos observados na orla dos outros municípios atingidos, sobretudo, resíduos urbanos como copos descartáveis de água mineral, embalagens de margarina, tampas e rótulos de bebidas e até um medicamento para tratamento de distúrbios metabólicos hepáticos. As embalagens de água mineral tinham como origem de fabricação e distribuição o estado de Pernambuco e uma delas o rótulo de um restaurante no bairro de Encruzilhada, em Recife”, finaliza o supervisor.

O monitoramento das praias será diário até que a ameaça cesse. Para a realização das vistorias a fiscalização fez uso de uma embarcação pertencente a uma empresa privada, que explora o serviço de passeio turístico no local e se colocou a disposição para conduzir os agentes ao longo da orla. E caso algum tipo de resíduo for avistado em praias de Natal, a secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo deve será acionada para fazer uma avaliação e adotar as medidas de competência da pasta.

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Rolar para cima