Jovem de 14 anos afirma que matou menino de 5 anos a pedradas porque foi chamada de ‘sapatão’

EMAIL

ARQUIVO

Uma jovem de 14 anos, apreendida sob suspeita de envolvimento na morte de um menino de cinco anos em Marília (SP), admitiu o crime à polícia, alegando tê-lo cometido após ser insultada como “sapatão” pela vítima. A adolescente foi encaminhada à Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (Casa).

Os últimos momentos de Lorenzo Nunes, de cinco anos, foram capturados por uma câmera de segurança. As imagens mostram o menino acompanhado pela adolescente em uma rua de Lácio, distrito de Marília, que conduz à zona rural da cidade.

Conforme revelado pela TV TEM, antes de ser detida, a suspeita confessou a outros adolescentes que havia matado o garoto a pedradas, deixando seu corpo em um pasto na zona rural do município, próximo a uma estrada de terra.

No domingo (11), a família do garoto havia registrado um boletim de ocorrência por desaparecimento, após ele sair para brincar pelas ruas do distrito, conhecido por sua tranquilidade, e não retornar para casa.

O cadáver da criança foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e, posteriormente, liberado. O velório ocorreu no Velório Municipal de Marília, seguido pelo sepultamento na tarde desta segunda-feira (12) no Cemitério da Saudade.

A jovem de 14 anos foi conduzida à Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (Casa). A Polícia Civil está investigando a possível participação de outro adolescente no crime.

Em um gesto de comoção, a Prefeitura de Marília decretou oficialmente três dias de luto, conforme anunciado em edição extraordinária do Diário Oficial do Município publicada nesta segunda-feira.

Em comunicado, a municipalidade expressou pesar pelo assassinato de Lorenzo, aluno da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) “Amor Perfeito”, localizada no distrito de Lácio, e apresentou suas condolências à família.

“À família enlutada, a Prefeitura de Marília, por intermédio do prefeito Daniel Alonso e vice-prefeito Cícero Carlos da Silva , envia as condolências. Que Deus possa confortar a todos neste momento de profunda dor e tristeza”, publicou.

Por G1

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top