Pesquisar
Close this search box.

Homem se cura de doença autoimune que atingia mais de 90% do corpo após se divorciar da esposa

EMAIL

ARQUIVO

Um caso médico incomum está chamando a atenção e gerando curiosidade nas redes sociais neste domingo (23). A história divulgada pelo site Em Off conta sobre um homem de 54 anos que, após conviver por 14 anos com vitiligo, se recuperou da condição. O detalhe mais surpreendente é que ele se curou um mês após se divorciar de sua esposa.

Segundo informações do G1, o industriário recuperou cerca de 93% da coloração de sua pele. Em 2009, ele consultou um especialista que confirmou que o vitiligo pode estar diretamente relacionado à saúde mental. Após refletir sobre sua vida, ele concluiu que sua ex-esposa estava causando diversos problemas psicológicos, incluindo ansiedade, nervosismo e agonia devido ao excesso de ciúmes e desconfiança.

“O casamento tinha, hoje eu sei, traços de toxicidade,” disse o homem, que decidiu acabar com o casamento dois anos após iniciar o tratamento com o especialista.

“A partir do momento que eu me libertei, os resultados apareceram, mas outros problemas ainda preciso administrar, como a questão dos filhos. Por isso, ainda tenho manchas nas mãos e pés, que são resultado de gatilhos menores e gerenciáveis,” explicou. Atualmente, ele trata o vitiligo com duas medicações e acompanhamento psicológico.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o vitiligo é uma doença autoimune não contagiosa, caracterizada pela perda de coloração da pele devido à diminuição ou ausência de melanócitos, as células responsáveis pela produção de melanina.

A dermatologista Juliana Neiva destacou que a doença está relacionada a fatores emocionais, genéticos e imunológicos. Entretanto, a psicanalista e psicóloga Márcia Tolotti ressaltou que, embora fatores emocionais possam desencadear a doença, o tratamento psicológico não garante a cura do vitiligo.

“Pode ser segmentada ou unilateral, quando se manifesta em uma parte do corpo, e também pode afetar o cabelo; ou não-segmentar e bilateral, sua forma mais comum, que afeta os dois lados do corpo e é geralmente marcada por lesões nas extremidades, como pés, mãos e boca,” explicou a médica ao detalhar as classificações da doença.

Por Terra Brasil Notícias

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Rolar para cima