Estudo sugere que cloro de piscina pode inativar a Covid-19 em 30 segundos

EMAIL

ARQUIVO

Segundo estudo encomendado pela Swim England e a escola de natação Water Babies, com apoio da Royal Life Saving Society, na Inglaterra, a água clorada de uma piscina pode inativar o vírus que causa a Covid-19 em apenas 30 segundos.

Os virologistas do Imperial College London estudaram o impacto de várias concentrações de cloro na água no vírus SARS-CoV-2. As descobertas sugerem que o risco de transmissão da Covid-19 pela água da piscina é “incrivelmente” baixo.

A professora e virologista Wendy Barclay, a frente da pesquisa, com o pesquisador Dr. Jonathan Brown e também Maya Moshe, descobriram que uma concentração de cloro livre de 1,5 miligramas por litro e um pH entre 7 e 7,2 reduziu a infectividade do SARS-CoV-2 em mais de 1.000 vezes em apenas 30 segundos.

Testes adicionais usando diferentes concentrações de cloro e níveis de pH concluíram que o produto em águas residuais de piscinas é mais eficaz com um nível de pH baixo. Esses níveis estão em linha com as orientações atuais para a operação de piscinas – que recomendam uma concentração de cloro livre de 1,5 miligramas por litro e um nível de pH de 7,0.

Segundo a professora, “o estudo acrescenta evidências de que as piscinas podem ser ambientes seguros e protegidos se as medidas apropriadas forem tomadas”, certificando que o uso de máscaras, distanciamento social e o álcool em gel devem ainda ser usados pelas pessoas.

Já era de ciência que produtos químicos, como o cloro, alvejantes e desifetantes matam germes, incluindo vírus, se usados ​​corretamente, de acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA).

Já a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomendou um nível de cloração de 15mg.min / litro, sendo o suficiente para matar os vírus, como poliovírus, rotavírus e coxsackievirus, e também a Covid-19, que seria inativada em níveis ainda mais baixos.

A descoberta é uma boa notícia para o país, que está retomando suas atividades, dentre elas a natação, tão benéfica para a saúde física e mental. Porém, os resultados completos do estudo ainda não foram publicados em um jornal revisado por pares.

Por Extra

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Rolar para cima