Desastres naturais, como chuvas no Rio Grande do Sul, custaram mais de R$ 105 bilhões ao País em 2023

EMAIL

ARQUIVO

As tempestades no Rio Grande do Sul têm deixado nesta semana um rastro de destruição, com ao menos 57 mortos, 67 desaparecidos e cerca de 32 mil desabrigados e desalojados até este sábado, 4. Além das vítimas, o resultado mais grave da tragédia, desastres naturais trazem uma onda de prejuízos. Nos dias e semanas seguintes, são contabilizados os efeitos da destruição de moradias, equipamentos públicos e da produção econômica nas regiões afetadas.

Em todo o ano passado, os desastres naturais causaram prejuízo de R$ 105,4 bilhões ao Brasil, segundo levantamento da Confederação Nacional dos Municípios. Os dados foram levantados por meio do que Estados e prefeituras relataram ao Sistema Integrado de Informações sobre Desastres S2iD, plataforma do Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional.

  • Em 2023, os desastres afetaram 37,3 milhões de brasileiros, deixando 126,3 mil desabrigados, 717,9 mil desalojados e 258 mortos.
  • O setor privado arcou com 69% do prejuízo – R$ 72,6 bilhões. Os prejuízos públicos somaram R$ 23,8 bilhões (22,6%) e houve ainda danos materiais de R$ 8,8 bilhões (8,4%).
  • As secas representaram 51% do total, com prejuízo de R$ 53,7 bilhões. Já as chuvas deixaram danos de R$ 51,4 bilhões (48,7%).
  • De janeiro a dezembro, foram decretadas 6.322 situações de emergência, sendo 50,3% devido às chuvas. O Sul teve 33% dos decretos, seguido pelo Nordeste com 29,8%.
  • A agricultura foi o setor econômico mais afetado, com prejuízos de R$ 53,6 bilhões, enquanto a pecuária perdeu R$ 15,3 bilhões.
  • Os prejuízos com abastecimento de água potável foram de R$ 10,8 bilhões, com obras de Infraestrutura foram R$ 3,9 bilhões e com habitação somaram R$ 3,5 bilhões.

Uma das principais catástrofes climáticas do ano passado também ocorreu no Rio Grande do Sul, quando a passagem de um ciclone extratropical acompanhado de chuvas deixou 54 mortos e destruiu várias regiões, sobretudo a do Vale do Taquari.

A tragédia desta semana já superou a marca: 57 óbitos confirmados e há 67 desaparecidos. A CNM estima que, do dia 29 de abril a esta sexta-feira, 3, pela manhã, os prejuízos ao Estado gaúcho tenham atingido a cifra de R$ 275,3 milhões.

Por Estadão Conteúdo

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top