Cruzeiro nudista tem regras rígidas e custa a partir de R$ 10 mil

EMAIL

ARQUIVO

Uma empresa dos Estados Unidos vai lançar, em 2025, um cruzeiro pelo Caribe com uma proposta bem particular: os passageiros poderão passar a maior parte do tempo completamente sem roupas enquanto estiverem na embarcação.

É assim que os clientes da Bare Necessities Tour & Travel, uma empresa de turismo que já existe há três décadas, aproveitam os passeios organizados pela agência, sempre voltados para o público naturista. Nos últimos anos, a grande aposta da companhia são os cruzeiros nudistas.

O próximo evento recebeu o nome de “Big Nude Boat 2025” (Grande Barco Nu, na tradução para o português). A viagem acontecerá a bordo de uma embarcação da Norwegian Cruise Line, com capacidade para 2.300 passageiros.

A partida será em Miami, na Flórida, com destino ao Caribe, incluindo pontos como a Ilha de São Martinho, a Martinica e as Bahamas. Serão 11 dias de viagem, com preços a partir de US$ 2 mil (R$ 10,3 mil) para uma pessoa em quarto duplo compartilhado.

Entre os valores que prega, a empresa que organiza o cruzeiro destaca o fato de que nudismo não tem relação com sexo.

“Apoiamos a crença de que a sexualidade não vem do estado de nudez, mas sim um estado de espírito. A nudez social não é uma atividade sexual e nos esforçamos para dissipar o equívoco de que é tudo menos natural e bonito”, defende a empresa.

Para reforçar esses princípios, a Bare Necessities exige que os passageiros respeitem uma série de regras, sujeito a expulsão do cruzeiro. Entre as normas, estão:

  • é permitido ficar nu somente dentro do navio, nos passeios é preciso estar vestido;
  • se o navio estiver atracado em algum porto, é preciso usar roupas mesmo dentro da embarcação, incluindo a varanda as cabines. Os passageiros sempre são avisados quando puderem voltar a ficar nus;
  • uso de lingeries e acessórios de fetiche são proibidos;
  • alguns ambientes destinados à refeições dentro do navio exigem o uso de roupas que cubram os seios e as genitálias;
  • sempre que um viajante estiver nu deverá se sentar em cima de uma toalha;
  • fotos são permitidas desde que haja consentimento, mas existem algumas áreas em que os cliques são vetados;
  • acariciar ou tocar inapropriadamente partes íntimas, do próprio corpo ou do de outra pessoa, não é permitido.

Por G1

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top