Apenas cinco empresas são responsáveis por 24% da poluição por plásticos no mundo

EMAIL

ARQUIVO

Um total de 24% da poluição plástica rastreável no mundo está ligada a apenas cinco empresas dos setores de alimentos e bebidas e tabaco – Coca-Cola (11%), PepsiCo (5%), Nestlé (3%), Danone (3%) e Altria (2%). É o que aponta uma pesquisa realizada por uma equipe internacional que foi publicada na quarta-feira (24) na revista científica Science Advances. A informação é de uma matéria do ClimaInfo

O ClimaInfo aponta que pelo levantamento, que analisou cerca de 1,87 milhões de resíduos plásticos ambientais registrados entre 2018 e 2022, 50% provinham de 56 companhias. Além disso, foram encontrados 52% de itens que não tinham uma marca identificável, o que destaca a necessidade de uma melhor transparência sobre a produção e a rotulagem de produtos plásticos para melhorar a rastreabilidade e a responsabilização das empresas.

“É importante notar que as contribuições das principais empresas podem estar subestimadas porque havia marcas que não eram atribuídas a uma empresa e muitos objetos sem marca”, disseram os autores do trabalho.

Ainda segundo o ClimaInfo, o estudo levou cinco anos e utilizou dados de 1.576 eventos de auditoria em 84 países. Essas auditorias são iniciativas de ciência cidadã, nas quais voluntários realizam limpezas de resíduos e documentam as marcas coletadas. Os autores afirmam que a forte relação entre a produção de plástico e a poluição, entre geografias e diferentes sistemas de gestão de resíduos, indica que a redução da produção de bens de consumo de plástico descartáveis poderia reduzir a poluição global pelo item.

De acordo com eles, é essencial uma maior responsabilização para enfrentar este problema crescente. Para se ter uma ideia, a cada ano, de 8 milhões a 12,7 milhões de toneladas de plástico chegam aos oceanos do planeta, e as projeções indicam que a quantidade pode triplicar até 2040. Os pesquisadores recomendam a criação de uma base de dados internacional e de acesso aberto, na qual as empresas sejam obrigadas a monitorizar e reportar quantitativamente os seus produtos, embalagens e marcas, acrescenta o ClimaInfo.

A reportagem do ClimaInfo também acrescenta que além disso, os pesquisadores afirmam ser necessários esforços para melhorar os sistemas de gestão de resíduos, alterar os designs dos produtos e aumentar a reciclagem. Eles também apelam à criação de novas normas internacionais para garantir a diminuição do uso de plástico.

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top