Advogada atuava no 1º flagrante criminal quando foi morta a tiros com cliente no RN: ‘Estava nervosa, mas feliz’, diz sócia

EMAIL

ARQUIVO

A advogada Brenda Oliveira atuava em seu primeiro caso de flagrante criminal quando foi morta a tiros, ao lado de seu cliente, após deixar uma delegacia de Santo Antônio, na região agreste do Rio Grande do Norte. Brenda havia se registrado como advogada na OAB-RN em 2022 e aberto um escritório próprio com a amiga da faculdade. Ilanna Arquilino disse que a sócia estava “nervosa, mas feliz” com o novo desafio.

— Ela [Brenda] estava atuando no primeiro flagrante criminal da carreira e mandou mensagem da delegacia, dizendo estar muito nervosa, mas feliz. Não me contou detalhes sobre o cliente. Pediu apenas para que eu elaborasse uma procuração em nome dele — afirmou ela, ao Uol.

Ilanna detalhou ao portal Uol que estava em Natal, com “o coração apertado”, por saber que Brenda iria até a delegacia com um cliente. A sócia e amiga contou que percebeu que algo havia acontecido quando a advogada não se conectou numa audiência online que as duas teriam depois da diligência na sede policial. Em postagem nas redes sociais, Ilanna já havia relatado ter “sentido” que algo havia acontecido com Brenda depois de a colega faltar à audiência.

“Fiquei te aguardando na audiência que tínhamos às 15:45, você não entrou. Meu coração sentiu que algo estava errado”, ressaltou Ilanna, em publicação nos stories do Instagram.

Cliente era investigado por morte de vaqueiro

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte investiga a morte de Brenda Oliveira, de 26 anos, e do cliente que ela acompanhava, Janielson Nunes de Lima, de 25. Ele era investigado por suspeita de participar do assassinato de um vaqueiro de 19 anos, no domingo. Segundo o delegado Thyago Batista, quatro suspeitos do assassinato usavam motos e capacetes quando abriram fogo.

Brenda e Janielson estavam dentro de um carro quando foram mortos a tiros, a cerca de 500 metros da delegacia. Eles morreram na hora, e os autores do crime conseguiram fugir. No banco traseiro do carro, estavam também três parentes do cliente, que não foram atingidos.

Janielson era investigado pela Polícia Civil no caso da morte de João Victor Bento da Costa, de 19 anos, atingido por tiros num estacionamento da cidade, enquanto participava de uma vaquejada. De acordo com o delegado Thyago Batista, circulavam pelas redes sociais fotos de Janielson que o apontavam como autor do crime.

O cliente de Brenda foi detido pela polícia em Arez e levado até a delegacia, mas acabou por ser liberado, já que não havia situação de flagrante nem mandado de prisão expedido contra ele.

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil do RN (OAB-RN) lamentou a morte da advogada. A instituição disse ter pedido ao secretário de Segurança Pública do estado, Coronel Francisco Araújo, um acompanhamento rigoroso das investigações e designado uma comissão para acompanhar o andamento do inquérito.

Nas redes sociais, parentes e amigos de Brenda Oliveira expressaram pesar pela perda.

Parentes divulgaram, pelas redes sociais, que Brenda foi velada e sepultada nesta quarta-feira.

Por O Globo

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top