‘A internet do país vai parar’, diz vice-presidente da Claro

EMAIL

ARQUIVO

Vice-presidente institucional da Claro, Fábio Andrade, é figura conhecida nos círculos do poder em Brasília (DF). Neste momento, ele lidera uma reação contra a obra de uma usina de dessalinização de água na Praia do Futuro, em Fortaleza (CE). O projeto ameaça a integridade dos cabos submarinos, responsáveis pela conexão de quase toda a internet do país com o restante do mundo.

Essa usina vai mesmo parar a internet do país? A Anatel já se manifestou. Disse que essa situação é um absurdo e determinou que os dutos da usina fiquem a, no mínimo, 500 metros dos cabos submarinos. Antes, o projeto estabelecia cinco metros. Com a vibração da água [pelos dutos de sucção] pode haver rompimento dos cabos.

E isso resolve? Essa distância impede que sejam instalados novos cabos para aumento de capacidade. E, hoje dia, consumo de internet cresce que nem unha. A gente planeja dobrar o número de cabos em três anos. Para isso, seria preciso uma distância de, no mínimo, 1.000 metros.

O que fez a Anatel? Promoveu um seminário em Fortaleza [capital do Ceará] em que ambas as partes de reuniram. A companhia de água entrou questionando. Disse que não havia motivo para preocupação. Aí, a gente aumentou o tom para explicar que há o risco de causar uma pane na internet. Aí, a gente aumentou o tom para explicar que há o risco de causar uma pane na internet.

Não é exagero? Quase toda a conexão internacional do país com EUA, Europa e África chega na Praia do Futuro, em Fortaleza (CE). Um reparo leva, no mínimo, 50 dias. Isso afetaria a segurança pública, saúde, hospital, a população.

E ninguém previu isso no projeto? Depois do nosso alerta, a companhia de água disse faria um projeto executivo prevendo alguma solução.

É uma obra de quase R$ 3 bilhões envolvendo até investidores estrangeiros. Antes disso, só havia um projeto básico e nele constava as intersecções.

O governador é hoje ministro da Educação e o governador atual pertence ao PT. O Palácio não acompanha isso? A informação que temos é que o governador atual [Elmano de Freitas (PT)] decidiu manter da forma como estava. Mas, de uma semana para cá, houve um arrefecimento nessa intenção. Hoje, estamos esperando esse projeto executivo.

E tem como resolver? O que não falta em Fortaleza é mar. Não encontro razão para esse projeto ser exatamente nessa praia. A água é a mesma. Se ficar lá mesmo, teremos sérios problemas de expansão. A gente quer que, se for instalar [a usina], que seja na Praia da Árvore.

Se não mudarem de praia, como ficará a expansão da capacidade de internet? Teremos de procurar outra praia. Ali é a menor distância que liga todos os continentes e as marés são ideais [sem muita vibração nos cabos]. O custo é maior, teremos ainda de providenciar a conexão em terra entre esses dois terminais de cabos.

Há prazos definidos? A licença ambiental [da usina] foi aprovada e ouvimos que pretendem iniciar as obras em março do próximo ano.

RAIO-X

Formação: Comunicação Social (Unicesp) com MBA em Relações Institucionais (FGV)Carreira: Gerente da OAS (1988-1999); diretor da Consdon (1999-2001); diretor da TV Liberal (2002-2007); diretor institucional da Net (2008-2013); diretor institucional da Claro (2013-2019); VP institucional da Claro (desde 2019).

Por Folha de São Paulo

Twitter
Facebook
Pinterest
WhatsApp

Sobre Portal Seridó 360

A revista eletrônica Seridó 360 foi criado no inicio do ano de 2018, pelo estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, das Faculdades Integradas de Patos/PB, Iasllan Araújo, com o intuito de levar às notícias do Seridó Potiguar a uma única revista – esta.

E-MAIL

ARQUIVO

contato.serido360@gmail.com

WHATSAPP

ARQUIVO

ARQUIVO

ARQUIVO

Arquivos

ANÚNCIO

ARQUIVO

TAGS

ARQUIVO

Scroll to Top